Menu Fechar

OS ORADORES

Catarina Moreira. 24 anos. Licenciada em Gestão Artística e Cultural. Mestrado em Jornalismo por terminar (juro que um dia acabo!). Coração dividido entre Comunicação e Gestão. 2ª classificada CC Casting 2017. Atualmente é sidekick do Rui Unas no podcast Maluco Beleza.

Joana Manarte operando na voz e percussão com Tiago Enrique nas guitarras fizeram nascer o Disco Voador. Este projeto tem a sua gênese no Porto e traz consigo os diferentes percursos e experiências artísticas de Joana e Tiago culminando num disco de cariz ativista.

Esta conceção revisita canções mediante uma projeção artística própria e sublinha uma intenção assumida de arriscar em novos territórios e surpreender as próprias canções. As melodias escolhidas possuem conteúdos importantes e pertinentes que não podem ser ignorados. Pretendem despertar consciências e acender inquietações.

Rui Bragança é um jovem vimaranense de 26 anos que acumula a profissão de médico com a paixão pelo Taekwondo. Atualmente atleta do Sport Lisboa e Benfica, conquistou um honroso 9º lugar na modalidade nos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro em 2016 e tem vindo a somar títulos ao longo da vida noutras competições. Entre os demais sucessos destacam-se: a conquista em 2011 onde foi vice-campeão do mundo; em 2014 e 2016 sagrou-se campeão da Europa; ainda em 2014 destacou-se no ranking mundial e garantiu o ouro nos Jogos Europeus de 2015. A sua participação no TEDxGuimarães irá expor a sua perspetiva de como as “raízes” influenciaram as suas escolhas e as conquistas tanto no desporto e na vida.

João Amorim é licenciado e mestrado em Bioquímica, contudo desde muito cedo demonstrou que a sua maior paixão era viajar. Este filho mais velho de quatro irmãos, investia todo o seu tempo livre nesta busca incessante e na ânsia pela aventura de conhecer novos mundos. Arrecadou a sua experiência tanto em viagens pequenas pelas praias e serras de Portugal onde acampava ou pernoitava em abrigos de pastores quer em destinos mais longínquos como o Egipto. Através destas vivências assumiu sentir-se mais completo e realizado sempre que estava em contacto com outros povos e outros costumes. Foi vencedor do concurso da Associação Gap Year Portugal o que lhe permitiu viajar oito meses pela América Latina. O seu regresso foi marcado pelo testemunho de momentos inesquecíveis e pela vontade de organizar uma viagem à Guatemala em conjunto com amigos. Nos dias que correm é o líder de Viagens Landescape e entende que no passado tomou decisões erradas relativamente à sua vocação e carreira profissional. Sente que os seus sonhos são agora realidade e que a sua história ainda está no início.