Menu Fechar

OS ORADORES

Catarina Moreira. 24 anos. Licenciada em Gestão Artística e Cultural. Mestrado em Jornalismo por terminar (juro que um dia acabo!). Coração dividido entre Comunicação e Gestão. 2ª classificada CC Casting 2017. Atualmente é sidekick do Rui Unas no podcast Maluco Beleza.

João Amorim é licenciado e mestrado em Bioquímica, contudo desde muito cedo demonstrou que a sua maior paixão era viajar. Este filho mais velho de quatro irmãos, investia todo o seu tempo livre nesta busca incessante e na ânsia pela aventura de conhecer novos mundos. Arrecadou a sua experiência tanto em viagens pequenas pelas praias e serras de Portugal onde acampava ou pernoitava em abrigos de pastores quer em destinos mais longínquos como o Egipto. Através destas vivências assumiu sentir-se mais completo e realizado sempre que estava em contacto com outros povos e outros costumes. Foi vencedor do concurso da Associação Gap Year Portugal o que lhe permitiu viajar oito meses pela América Latina. O seu regresso foi marcado pelo testemunho de momentos inesquecíveis e pela vontade de organizar uma viagem à Guatemala em conjunto com amigos. Nos dias que correm é o líder de Viagens Landescape e entende que no passado tomou decisões erradas relativamente à sua vocação e carreira profissional. Sente que os seus sonhos são agora realidade e que a sua história ainda está no início.

Jovem Conservador de Direita notabilizou-se pelo trabalho que desenvolveu como assessor do Secretário de Estado, no XIX Governo Constitucional, sendo o principal artífice da austeridade que salvou o país da bancarrota. É, incontestavelmente, o intelectual mais importante a emergir na cena política do pós 11 de setembro.  Candidato à liderança do PSD, pretende anexar o CDS, juntando-os num único grande e bonito partido de direita.  Para além do seu papel como um dos melhores políticos de Portugal e génio da alta finança, é um opinion maker com uma extensa obra publicada, onde se destacam títulos como A Era do Doutor – Retrato do Génio Que Vai Salvar Portugal (Saída de Emergência, 2016) e outros, bem como excelentes relatórios e folhas de cálculo de análise financeira, como o clássico “Livro1_versão_mesmo_final.xls”, que pode encontrar na dropbox do autor.  Foi cronista do jornal i até ter sido censurado pelo Arq.º José António Saraiva e teve a página de maior sucesso no Facebook até sido censurado. Foi colaborador do programa Inferno no Canal Q e principal protagonista dos sonhos da futura glória dos portugueses mais otimistas.

A vimaranense Carla Costa venceu a primeira edição do programa “Cosido à Mão” da RTP1, sendo eleita como melhor costureira de Portugal. Foi aos quarenta e quatro anos que abriu o seu próprio atelier situado em Guimarães e mudou o rumo da sua vida. Tem como objetivo mudar mentalidades em relação à profissão de costureira e provar que com trabalho e empenho tudo se consegue!

Joana Manarte operando na voz e percussão com Tiago Enrique nas guitarras fizeram nascer o Disco Voador. Este projeto tem a sua gênese no Porto e traz consigo os diferentes percursos e experiências artísticas de Joana e Tiago culminando num disco de cariz ativista.

Esta conceção revisita canções mediante uma projeção artística própria e sublinha uma intenção assumida de arriscar em novos territórios e surpreender as próprias canções. As melodias escolhidas possuem conteúdos importantes e pertinentes que não podem ser ignorados. Pretendem despertar consciências e acender inquietações.

António Loureiro é originário de Guimarães e as suas origens e memórias servem como pilares para o seu apaixonado trabalho na cozinha. Durante o seu percurso profissional, António viajou por cozinhas de renome como, The Kitchin (1 estrela Michelin), Belcanto (2 estrelas Michelin) ou Azurmendi (3 estrelas Michelin; distinguido como o restaurante mais sustentável do mundo pelo The World’s 50 Best Restaurants). Assumiu a chefia nas cozinhas dos mais conceitados grupos hoteleiros de Portugal (Pousadas de Portugal, Solverde e Mélia) explorando técnicas repletas de disciplina e rigor. Tornou-se uma referência na temática da alimentação sáudavel e sustentável apadrinhando várias causas e foi embaixador da SKREI da Noruega sendo jurí de diversas competições gastronómicas. Mediante este vasto repertório é importante referir que em 2014 sagrou-se em Portugal, Chef Cozinheiro do Ano.

Loureiro assume-se como perfeccionista e que procura sempre explorar os limites da criação. Constrói e potencia os seus pratos ao sabor das estações interpretando e recriando multiplas combinações de texturas, aromas e sabores. A sua filosofia prende-se pela simples ideia de que um óptimo prato não é apenas comida com um vinho a acompanhar mas sim, uma experiência emocional.

Ana Bragança nasceu em Guimarães em 1979.

Com apenas 15 anos saiu de Guimarães e foi estudar na Escola Artística Soares dos Reis, no Porto. Licenciou-se em Arte com especialização em Gestão de Património Cultural. O seu percurso profissional até 2009 foi no Porto mas foi nesse mesmo ano que decidiu regressar à sua cidade natal. Integrou a equipa da Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura onde a intensidade das responsabilidades que ali assumiu fizeram-na querer desenvolver trabalho em nome próprio. Em 2015 fundou a ondamarela, juntamente com o amor da sua vida.

Encontram nas pessoas e nos lugares a inspiração para o desenvolvimento de projectos artísticos, sociais e educativos.

Nasceu na cidade-berço no estertor final dos anos sessenta, tinha o homem já pisado a lua. Passou pelas carteiras do Liceu de Guimarães (há quem lhe chame Escola Secundária Martins Sarmento) e defendeu as redes da baliza de andebol do Vitória Sport Club. Cursou no Orfeão Universitário do Porto e, como actividade extracurricular, licenciou-se em Engenharia Civil e Filosofia. Nicolino foi e Velho Nicolino é. Engenheiro de profissão, também professa as letras, emprestando a sua pena a composições musicais e argumentos mais ou menos teatrais. Meteu-se, ultimamente, na defesa da última torre das muralhas de Guimarães. É casado e pai de duas meninas. Filosófica e religiosamente assume-se como Vimaranense, caso ainda não se tenha percebido.

Rui Bragança é um jovem vimaranense de 26 anos que acumula a profissão de médico com a paixão pelo Taekwondo. Atualmente atleta do Sport Lisboa e Benfica, conquistou um honroso 9º lugar na modalidade nos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro em 2016 e tem vindo a somar títulos ao longo da vida noutras competições. Entre os demais sucessos destacam-se: a conquista em 2011 onde foi vice-campeão do mundo; em 2014 e 2016 sagrou-se campeão da Europa; ainda em 2014 destacou-se no ranking mundial e garantiu o ouro nos Jogos Europeus de 2015. A sua participação no TEDxGuimarães irá expor a sua perspetiva de como as “raízes” influenciaram as suas escolhas e as conquistas tanto no desporto e na vida.

João Ribeiro é co-fundador e director do Shifter, uma revista portuguesa dirigida à geração digital. É formado em Marketing e Publicidade pela Escola Superior de Comunicação Social. Assume-se como auto-ditacta obsessivo em outros temas de interesse como design, tecnologia e novos media. Fundada em 2013, a Shifter é uma publicação que está direcionada para a missão de acompanhar e compreender o presente  de forma a preparar com consciência o futuro. A produção de Shifter é constítuida por uma equipa multifacetada e é alimentada pelo sonho de colmatar uma lacuna existente no mercado de jornalismo português.

MSc. em Psicologia Clínica e da Saúde pela Universidade do Porto, começou o trabalho clínico na área da Neuropsicologia. Após o estágio curricular, foi convidada para integrar o pioneiro Departamento de Neuromodulação do Neurobios – Instituto de Neurociências, onde se mantém atualmente. Entusiasta das novas tecnologias, em especial das brain computer interfaces, começou a estudar Engenharia Electrotécnica e de Computadores. Tem uma regra de vida: aprender uma coisa nova todos os dias.